Covid-19: hospitais do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba recebem mais 7.600 medicamentos do ‘kit intubação’

A Secretaria de Estado de Minas Gerais (SES-MG) disponibilizou mais de 7,6 mil medicamentos utilizados no processo de intubação de pacientes com a Covid-19 para municípios do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. A remessa está à disposição dos municípios desde a última quarta-feira (2).

De acordo com a SES-MG, foram liberados às unidades lotes de remifentanila, fentanil e cisatracúrio. O cisatracúrio é suficiente para uma cobertura de três dias para instituições com estoque restante para menos de sete dias. O fentanil é suficiente para 10 dias para unidades com menos de sete dias de estoque e a remifentanila vai cobrir mais três dias para hospitais com estoque inferior a quatro dias.

Os remédios encaminhados pelo governo de Minas fazem parte de um lote com 39.715 unidades distribuídas para 78 hospitais em todo o estado. Veja abaixo quais hospitais foram beneficiados e a quantidade de cada medicamento recebido.

O levantamento dos estoques dos prestadores e fornecedores é feito semanalmente pela SES-MG e pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do estado. O abastecimento também é monitorado nas redes pública e privada, que devem repassar informações sobre os estoques periodicamente.

Unidades de Fentanil

Instituição Município Unidades de Fentanil
Centro de Medicina de Minas Gerais (CMIN) Ituiutaba 100
Pronto Atendimento Municipal Prata 50
Hospital Municipal Delfina Alves Barbosa Iturama 50
Hospital Municipal Odelmo Leão Carneiro – anexo Hospital Santa Catarina Uberlândia 2853
Total 3.053

Instituição Município Unidades de Cisatracúrio em pó Unidades de Cisatracúrio 5ml
Hospital Regional José Alencar Uberaba 3.000
Hospital Frei Gabriel Frutal 40
Hospital Municipal Odelmo Leão Carneiro – anexo Hospital Santa Catarina Uberlândia 300
Hospital Santa Casa de Patrocínio Patrocínio 30
Total 3.070 300

Unidades de Remifentalina

Instituição Município Unidades de Remifentanila
Hospital Regional José Alencar Uberaba 1.193
Total 1.193

Situação nos municípios

 

Em 2021, hospitais do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste sofreram com a falta de medicamentos para intubação de pacientes. A Santa Casa de Misericórdia de Araguari bloqueou leitos por falta de sedativos e profissionais. Em março, o Hospital Regional José Alencar Gomes da Silva (HR), em Uberaba, enfrentou baixa no estoque de medicamentos, mas conseguiu um reforço de 10 mil frascos de propofol em ação realizada entre a Prefeitura e o Estado.

Também em março, a Prefeitura de Uberlândia emprestou sedativos e relaxantes musculares para o Hospital Santa Genoveva e o Hospital Madrecor. No mês passado, as unidades receberam um lote medicamentos importados e fizeram a devolução ao Município.

No início de abril, Hospital São José, em Ituiutaba, estava com o estoque de “kit intubação” abaixo do nível de segurança. No dia seguinte, um carregamento com 320 medicamentos foi encaminhado para a cidade. Além do Hospital São José, o Hospital São Joaquim e o Hospital Nossa Senhora d’Abadia também receberam os remédios.

Ainda em abril, o Governo de Minas Gerais enviou três remessas de sedativos para o Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste. Os medicamentos foram distribuídos para nove hospitais de Uberaba, Uberlândia, Ituiutaba, Frutal, Paracatu e Araxá.

Ainda no quarto mês do ano, os hospitais Municipal de Uberlândia; Mário Palmério e Regional de Uberaba; hospitais Nossa Senhora d’Abadia e São José, em Ituiutaba; as Santas Casas de Araxá e Coromandel e o Hospital Frei Gabriel, em Frutal receberam mais 3,6 mil medicamentos do “kit intubação”.

No dia 8 de maio houve o envio de mais itens do kit intubação para as regiões. No fim do mês passado, o Estado enviou novo lote com mais de 4,9 mil unidades de fentanil, midazolan e atracúrio.

Fonte: https://g1.globo.com/mg/triangulo-mineiro/noticia/2021/06/07/covid-19-hospitais-do-triangulo-mineiro-e-alto-paranaiba-recebem-mais-7600-medicamentos-do-kit-intubacao.ghtml

paulo

paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *